learnlatex.org

Usando classes de documentos para influenciar o design

O que uma classe de documento faz

Você deve ter percebido que todos os documentos LaTeX que criamos até agora começam com uma linha com \documentclass, e que \documentclass{article} foi a escolha mais comum. (Nós usamos \documentclass{report} na lição anterior para testar o comando \chapter.) Essa linha é necessária em todos os documentos em LaTeX, e é (quase) sempre o primeiro comando que você deve usar.

A classe de documento configura a aparência geral do documento, por exemplo:

Classes de documento também podem adicionar outros comandos no geral; isso é particularmente comum em classes especializadas, como classes para apresentações de slides.

A linha da classe de documento também pode configurar opções globais: coisas que se aplicam ao documento todo. Elas são dadas entre colchetes: \documentclass[<opções>]{<nome>}. Esta sintaxe, com informações opcionais aparecendo primeiro entre colchetes, é usada em muitos comandos do LaTeX.

As classes base

O LaTeX vem com um conjunto de classes padrão, todas as quais têm aparência similar, mas com algumas variações:

As classes article, report e book têm comandos muito similares disponíveis, como já vimos. Quando escrevendo uma carta com a classe letter, os comandos disponíveis são um pouco diferentes:

\documentclass{letter}
\usepackage[T1]{fontenc}
\begin{document}

\begin{letter}{Um endereço\\Em uma rua\\de Alguma Cidade}

\opening{Caro Senhor ou Senhora,}

O texto vai aqui

\closing{Atenciosamente,}

\end{letter}

\end{document}

Veja como \\ é usado para separar linhas do endereço; vamos abordar quebra de linhas adiante. Também veja como a classe letter cria um novo ambiente para cada carta, e tem comandos especializados.

As classes padrão article, report e book têm opções 10pt, 11pt e 12pt para mudar o tamanho da fonte, e twocolumn para fazer um documento com duas colunas.

Classes ricas em funções

As classes padrão são muito estáveis, mas isso significa que também são bem conservativas quanto à aparência e à gama de comandos disponíveis. Ao longo do tempo, algumas classes poderosas foram escritas, que lhe permitem alterar o design tem ter que fazer coisas manualmente (que nós abordaremos adiante).

A American Mathematical Society fornece variantes das classes padrão (amsart e amsbook) com um design mais tradicional, mais próximo do que é usado em artigos científicos de matemática.

As duas maiores e mais populares classes ‘extendidas’ são a coleção KOMA-Script e a classe memoir. KOMA-Script oferece um conjunto de classes que são ‘paralelos’ às classes padrão: scrartcl, scrreprt, e scrbook, enquanto há apenas uma classe memoir que é como uma extensão de book.

Essas classes extendidas têm muitos pontos de personalização, que vamos explorar um pouco em um exercício. Você pode se perguntar como sabemos quais são esses pontos de personalização; vamos abordar isso em uma lição adiante, mas você pode pular se quiser!

Apresentações

A classe slides foi desenvolvida para fazer slides físicos na década de 1980, então não possui recursos para criar apresentações interativas em PDF. Há classes modernas que fazem exatamente isso: elas são bem especializadas comparadas a documentos gerais no LaTeX, então as abordamos na lição de informações adicionais.

Exercícios

Explore como mudar a classe de document entre as padrão, as da coleção KOMA-Script, e memoir afeta a aparência do documento.

\documentclass{article} % Mude a classe aqui
\usepackage[T1]{fontenc}

\begin{document}

\section{Introdução}

Este é um documento de exemplo com texto
modelo\footnote{e uma nota de rodapé}.  Esse parágrafo
é mais longo, pois queremos ver o efeito de fazer o
documento ter duas colunas.

\end{document}

Adicione a opção de classe twocolumn e veja como a aparência muda.

Mude o comando \section acima para \chapter e veja quais os efeitos das seguintes opções quando usando a classe scrreprt.

Veja mais sobre este tópico
Próxima lição