learnlatex.org

Estrutura Lógica

O LaTeX possui meios de você focar na estrutura lógica do seu documento, assim como lhe permite modificar a aparência diretamente. A maioria das vezes, é muito melhor usar métodos que focam na estrutura, pois torna mais fácil reutilizar ou alterar a aparência quando necessário.

Um primeiro exemplo

Vamos começar com um exemplo contrastando um dos comandos de marcação lógica mais comuns no LaTeX, \emph (do inglês emphasize), que simplesmente deixa texto em itálico (em impressões, geralmente é como texto é enfatizado).

\documentclass{article}
\usepackage[T1]{fontenc}
\begin{document}
Texto com \emph{ênfase e com \emph{ênfase} aninhada}.

Texto em \textit{itálico e com \textit{itálico} aninhado}.
\end{document}

Você pode provavelmente adivinhar que \textit é um comand para fazer texto em itálico, mas ele sempre deixa coisas em itálico, então não funciona com mais níveis de texto aninhado. Veja como \emph sabe quando está aninado. Também há ocasiões em que ênfase não é o mesmo que itálico; por exemplo, em apresentações, cores são geralmente uma opção melhor. Com marcação lógica, não temos que nos preocupar com os detalhes no corpo do documento.

Vamos ver sobre formatação manual mais adiante, mas para o momento vamos adicionar \textbf aos comandos que conhecemos: ele deixa texto negrito.

Comandos de secionamento

Você provavelmente usou um processador de texto, onde para começar uma seção a maioria das pessoas escreve o título e então simplesmente aumenta o tamanho da fonte e deixa o texto negrito, seguido por uma quebra de linha. No LaTeX, usar marcação é mais fácil que fazer a formatação manualmente; podemos usar o comando \section, que cuida da numeração, mudança de fonte, espaçamento vertical, etc., e mantém o resultado uniforme ao longo do documento.

\documentclass{article}
\usepackage[T1]{fontenc}
\begin{document}
Olá mundo!

Este é o meu primeiro documento.

\section{Título da primeira seção}

Material textual na primeira seção.

Segundo parágrafo.

\subsection{Subseção na primeira seção}

Texto na subseção.

\section{Segunda seção}

Texto da segunda seção.

\end{document}

Usando a configuração pardrão da classe article, o LaTeX numera as seções e subseções e inclui títulos em negrito. Vamos ver como mudar a aparência na próxima lição.

O LaTeX pode dividir documentos em alguns níveis por padrão:

Ainda podemos ir além: o próximo ‘abaixo’ é \paragraph, mas quase sempre é ‘detalhe demais’ em seções. (Sim, \paragraph é um comando de secionamento, e não uma forma de iniciar um novo parágrafo!)

Você pode se pergutar sobre o título de um documento. Há vários comandos especiais para isso, mas nem todos os documentos os usam, então abordamos isso na lição extra paralela a esta.

Listas

Outro local muito comum que você vai querer marcação lógica é em listas. Há dois tipos comuns de listas por padrão no LaTeX:

\documentclass{article}
\usepackage[T1]{fontenc}
\begin{document}

Ordenada:
\begin{enumerate}
  \item Um item
  \item Outro
  \item Uau! Três itens
\end{enumerate}

Não-ordenada:
\begin{itemize}
  \item Um item
  \item Outro
  \item Uau! Três itens
\end{itemize}

\end{document}

Percceba que usamos \item para iniciar cada item, e que o marcador usado para cada tipo de lista é adicionado automaticamente.

Exercícios

Experimente com diferentes níveis de secionamento. Tente usar \documentclass{report} ao invés de \documentclass{article} e adicione comandos \chapter. Como eles parecem? Tente \paragraph e (até mesmo) \subparagraph para ver como eles funcionam: por padrão eles não adicionam números.

Faça algumas listas, e insira uma lista dentro da outra. Como o formato dos números ou marcadores muda? Você pode ter apenas quatro níveis de listas por pardão no LaTeX, mas mais que quatro níveis nesse caso tende a ser um mau sinal de qualquer forma!

Veja mais sobre este tópico
Próxima lição